O ESPORTE FOI A PORTA DE ENTRADA DO FRACASSO BRASILEIRO

a-copa-2014Caros leitores, com essa manchete, chamamos atenção para os fatos esportivos e suas consequências nefastas para o Brasil, para o seu Povo. Muito se falou, mas poucos acreditaram nos sinais de desgraça, alguns apontaram dúvidas de que o pior não chegaria e a maioria desconversou em nome do Esporte. Mas foi lá em Brasília que os políticos e governantes e empresários, a corja reinante acreditou. Ou melhor, já chegaram à Copa e à Olimpíada (olimpiada) com o placar totalmente favorável, haja vista que o que lhes interessa, e não eram gols e medalhas, mas sim dinheiro, muito dinheiro, já estava totalmente contabilizado, disponível em suas contas, vindos dos desvios e dos conluios com Empreiteiras  envolvidas no processo, englobando Bancos e órgãos oficiais de todas as esferas, num Grande Assalto ao país.

Opa! Não é o Esporte o culpado pelo fracasso. Não é isso. A manchete é apenas para chamar atenção. Lembram? Foram os políticos, os brasileiros do comando e nossos empresários, todos ladrões ávidos por poder e dinheiro, que se apropriaram do Esporte para atingir os seus objetivos nefastos, imorais e ilegais. Usaram de maneira sórdida, suja, inaceitável, o futebol e o esporte em geral para roubar o país.

Amigos, a Copa do Mundo comeu dos cofres públicos a enorme quantia de 40 Bilhões de Reais. Inventaram de construir num país navegando na beira do abismo as grandes e lindas Arenas, feitas com grandes custos e preços supervalorizados, sob a desculpa de deixar um legado. Ora, senhores e senhoras, mais da metade das Arenas foram construídas em cidades sem grandes times, sem grandes torcidas e sem condições de utilizar os locais em sua plenitude. Ou seja, muito dinheiro jogado fora. Se metade foi usado nas Arenas que estão em sub-uso, algumas nem foram terminadas e existem dívidas as pagar; a outra metade foi direto para o bolso, para as contas daqueles a quem me referi acima.

E veio a Olimpíada, com um projeto megalomaníaco de outros 40 Bilhões para mostrar um mundo de eficiência fantástica, com uma Vila Olímpica que seria espetacular, mas que serviu logo na chegada dos atletas de vergonha devido aos problemas apresentados. E tudo isso deveria servir de legado, mas na verdade ficaram nas mãos de Empreiteiras que estão a faturar. E a Olimpíada deveria também ofuscar todas as mazelas do Rio de Janeiro, que sabemos, são muitas em todas as esferas. E chegamos ao caos!

Depois da Copa e da Olimpíada, começou a cair, a ruir, a desmoronar o castelo de cartas montado nos palácios. Veio primeiro a queda da Presidente da República, onde tudo começou em nome de uma reeleição, levando junto todo o PT, que saiu das eleições 2016 esfacelado; e daí em diante vem acontecendo as quedas em cascata, ou efeito dominó, onde cada queda motiva nova queda e consequências, e  nomes de políticos e de empreiteiros tem aparecido e estão sendo chamados a pagar na justiça oferecida pela Operação Lava Jato por seus erros.

bandeira-choraDescobrimos que a nossa maior empresa, a menina dos olhos do Brasil, a Petrobrás era o cofre de onde se roubava sem qualquer medo de ser infeliz. Ali havia um ninho de cobras venenosas mordendo e golpeando diuturnamente os cidadãos brasileiros, pois a cada moeda de real que desviavam estavam condenando as pessoas que precisam de atendimento em hospitais, aos que labutam diariamente pagando impostos escorchantes, aos que não tem nenhuma esperança de um futuro porque não encontram condições de sair da miséria, etc. E que uma das maiores Empreiteiras do país, a Odebrecht, servia de balcão de negócios escusos de corrupção de políticos.

No Rio de Janeiro, o Governador titular e o ex estão no xilindró, o Prefeito vai pelo mesmo caminho? vai. E a todo instante explode novos focos de corrupção. Tudo isso era sabido. Mas não havia  investigação, não havia prisão, tudo terminava em pizza. E ainda corremos esse risco, pois nessa semana, o Supremo Tribunal Federal, formando a mais alta Corte do país cometeu um erro espetacular que colocou em cheque a sua existência e valor, ao escorregar num processo contra o Senador Renan Calheiros, que mais sujo impossível, mas continua dando as cartas nessa republiqueta que acreditávamos grande e excelsa Brasil, mas que não passa de algo deplorável, quando se fala de país de verdade, de fórmula de sociedade, de local respeitável.

As desgraças de tudo isso agora rondam o Presidente Temer, que teme perder o mandato tampão, pois está com uma taxa altíssima de rejeição devido as medidas de reforma da Previdência e formato de governo minado por nomes de corruptos e práticas nada favoráveis ao povo. Todas as medidas de controle financeiro só pisoteiam os pobres e classe média, ficando os ricos sempre ilesos de pagar a conta. Com a chegada da delação dos executivos da Odebrecht, calcula-se que o Poder Central será atingido nas bases e não restará pedra sobre pedra.

Para o Brasil, parece-me salutar a realização de Eleições Gerais com novos governantes saídos da iniciativa privada, com conhecimento e ficha limpa, sem nenhum desses que aí estão, mas aí seria utopia, a não ser que fosse uma condição alcançada sob a imposição das armas. Uma Nova Ordem. Que chegasse com um teto salarial inferior a 10.001 reais para os serviços públicos de todas as esferas, incluindo aposentadorias especiais e afins. O fim de todas as mordomias para políticos. E penas pesadas e exemplares para todo e qualquer crime praticado por servidores.

POLITICOS CORRUPTOSÉ preciso que o brasileiro aprenda e entenda de uma vez por todas que é possível ter hospitais com bom funcionamento, ruas seguras para se ir e vir, emprego para todo mundo, estradas em bom estado de uso, financiamento para estudantes, políticas para o campo e cidades, sem precisar roubar, sem meter a mão, sem tirar proveito próprio a cada operação. Hoje se rouba em tudo, no atacado e no varejo, quando o assunto é serviço público. Tornamo-nos uma praça de ladrões, de bandidos, de traficantes, de sonegadores. Quem não é bandido igual é bobo, é idiota, é palhaço, é pobre. Nossos maiores nomes estão na lama, ladrões, bandidos, e continuam lá. O Brasil é o pior de tudo em tudo. Vergonhoso para homens, mulheres e crianças de bem. Vergonhoso para um povo. Vergonhoso fazer parte dessa corja que aí está.

Vamos aguardar como será essa ruptura com o modelo atual, vamos aguardar se acontecerá mesmo. Mas uma coisa parece-me bastante clara: Não estamos preparados para tal. O povo está dividido, geralmente defendendo posições e figuras (vamos defender o país, esqueçam partidos, candidatos, pessoas que lá estão), sem levar em conta o que é correto, justo e moral. Para acontecer um acerto e termos um futuro próspero, precisamos começar do zero, recomeçar, e isso tem um preço. Ou continuar como estamos, já pagando o preço, com a certeza de que os erros se perpetuarão e pagaremos para sempre. O brasileiro não entende, não vê que já estamos no fundo do poço e que é preciso tomar as rédeas da situação. Fica se apegando a um mundo que vê e pensa que está bom. Não está. Estamos aprisionados, estamos amedrontados, estamos reféns da violência urbana. Estamos sendo roubados em meio PIB a cada ano. Estamos acovardados achando tudo errado e sem coragem de lutar para mudar a situação.

Mas se quisermos um mundo melhor, se quisermos ser atores do nosso tempo, precisamos ir a luta, entendermos que somos maioria e podemos mudar o jogo a nosso favor, sempre com o pensamento de melhorar e de dar fim a bandidagem. E o momento é muito propício para arregaçar as mangas, pois os políticos bandidos estão acuados, acusados em toda parte, sem saber direito que fazer. Atacamos agora ou perdemos essa oportunidade nos dada pela Lava Jato e Ministério Público Federal, que está trazendo para a luz do Sol todos os podres dos maiores bandidos que esse País já teve.

A hora é esta! vamos aumentar o coro dos excluídos, o coro dos indignados, o coro dos envergonhados. Vamos tornar a Pátria livre ou morrer pelo Brasil.

Tem luz no fim do túnel!

20160206_191516

G. G. Carsan, dezembro 2016.

 

 

 

Anúncios

Sobre g. g. carsan

comunicador, escritor, fotógrafo e webdesign
Esse post foi publicado em Justiça, O Brasil dos Impostos, Política, Saude Publica, Segurança, Sociedade e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s