Governador, governe!

Caros amigos da Serra e região fronteiriça,

Vou me aproximando dos 50 anos e não consigo perder os estímulos que me levam a analisar os fatos e a me indignar com certas práticas que me cercam. É cada uma que testemunhamos a cada dia, pior do que a outra. Mas é a nível local que vou me reportar hoje, tecendo alguns comentários sobre as práticas do Governo do Estado da Paraíba, que por certo não vem fazendo o dever de casa como deveria.

Trecho que o asfalto sumiu há anos

Trecho que o asfalto sumiu há anos

Desde o início dos anos 2000 que a rodovia PB-073 ligando Guarabira, PB a Passa-e-Fica, na divisa do RN, não recebe cuidados de verdade. Aconteceram alguns tapas buracos, e só. A estrada cheia de curvas, tem muitos buracos, não tem acostamento, não tem sinalização, não tem guard-rails, não tem fiscalização. É um Deus nos acuda! Tem é acidente pra danado!

Do mesmo modo, a PB-103, ligando o Bilinguim a Bananeiras, é outro descaso

Curva em U sem qualquer sinalização

Curva em U sem qualquer sinalização

cinquentenário. Do Bilinguim até a cidade (12 km) foi asfaltada, mas não foi terminada. Ficou sem acostamento, sem sinalização e com o tempo a margem de recuo foi invadida por moradias e cercados, homens e animais. A estrada em sua parte asfaltada é perigosíssima, apresenta 18 curvas sequenciais, subidas e descidas, casas próximas.  E a parte da cidade de Dona Inês até Bananeiras,  até hoje de terra, dificilmente recebe cuidados.

Obra parada se acabando. Dinheiro jogado fora

Obra parada se acabando. Dinheiro jogado fora

E na cidade de Dona Inês, o Governo do Estado firmou uma parceria com a Prefeitura Municipal para a construção de uma escola com 6 salas de aulas, visando o desenvolvimento e a oferta de escola de qualidade para a cidade que cresce. Mas a obra está parada há alguns meses por motivos políticos e o dinheiro investido vai pelo caminho do desperdício, pois já tem paredes caindo e o que já foi feito vai se perdendo.

Dito tudo isso, só tenho a lamentar, pois:

1) O Governo do Estado tem a obrigação de cuidar das estradas e dos investimentos em obras. Tem que cuidar das vidas das pessoas que trafegam por estas estradas. Precisa oferecer boas condições de tráfego e de segurança. E o que tem feito nas estradas? nada ou quase nada. Faz num lugar e abandona os demais. Poderia fazer ao menos um tapa buraco e não faz. Na época da campanha política fez uma parte e deixou outra por fazer.

2 – Obra iniciada e parada é sinal de despreparo, de falta de planejamento. É dinheiro do contribuinte sendo jogado fora. É atraso no desenvolvimento de alunos que ficarão sem sala de aula, sem futuro. E é vergonha para um governo que diz que veio para mudar a Paraíba, foi reeleito, mas tem se utilizado de práticas tais às dos seus adversários.

Tenho dois recados para o Sr. Governador Ricardo Coutinho, que está de plantão no Palácio da Redenção:

1) Que pare com a perseguição política aos Prefeitos que votaram contra ele nas eleições

acidentes, mortos e feridos são constantes

acidentes, mortos e feridos são constantes

passadas, pois ainda que queira penalizar quem votou contra, acaba por penalizar também quem votou a favor, e ele foi bem votado em todas as cidades dali, embora tenha ficado em segundo lugar (as margens foram pequenas). Além disso, não é papel do Governador perseguir A ou B. Ele tem que governar para todos, independente da cor partidária, obedecendo a lei da isonomia, haja vista que todos pagam impostos, que depois se transformam em recursos. Se todos pagam, todos tem direitos. E não se diz que o poder é do povo?

Pacto pelo Desenvolvimento entre o Estado e a Prefeitura

Pacto pelo Desenvolvimento entre o Estado e a Prefeitura

2) No caso da obra da escola parada em Dona Inês por retaliação, quero dizer que a parceria é entre o Governo do Estado e a Prefeitura de Dona Inês e não entre o Gov. Ricardo Coutinho e o Prefeito Antonio Justino. Não será o governador o Professor e não será o prefeito o Aluno. Quando se fala em escola, fala-se em educação, em crianças e jovens, em futuro, em compromisso.

Assim, despeço-me solicitando que haja mais pensamentos salutares das bandas do poder estadual em relação aos municípios já tão castigados pelas chuvas escassas e pelas condições adversas do seu povo, em espalhar olhares mais abrangentes e solidários, tendo sempre em mente a obrigação do governante de olhar e realizar para todos, conforme rege a Constituição que jurou obedecer e seguir quando tomou posse.

Geraldo Guilherme, para a Voz da Serra.

 

Sobre g. g. carsan

comunicador, escritor, fotógrafo e webdesign
Esse post foi publicado em Administração Pública e marcado , , , , , , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para Governador, governe!

  1. G. G. Carsan disse:

    A obra da escola foi retomada no início do mês de fevereiro, portanto, alguns dias depois dessa matéria. Fica aqui o registro.

  2. G. G. Carsan disse:

    Registrar que a obra foi parada novamente. Está abandonada. E que as demais denúncias acima continuam iguais, sem nenhuma providência, passados 4 meses.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s