Os Professores Pedem Socorro

Caros amigos da Serra,

Eu sou de um tempo em que os Diretores é que mandavam, os Professores é quem ensinavam e os Alunos respeitavam e aprendiam. Para nós alunos, os professores eram verdadeiros mestres, amigos, espelhos de tudo de bom. Aluno que passava por média era campeão, aplaudido, festejado, respeitado na escola e na família, em toda a sociedade. Era uma benção. Todos viam nele o sucesso futuro, significava bons augúrios para a Nação, era uma aposta vencedora e certamente um bom pai, uma ótima mãe, gente da melhor qualidade.

ameaca-professor
E aluno preguiçoso era reprovado; aluno bagunceiro era suspenso e expulso se reincidisse; os pais confirmavam a penalidade. Os alunos tinham verdadeiro temor da reprovação, pois o castigo em casa era certo e duro. Aluno reprovado, além da vergonha em família, além da bronca, que poderia ser uma surra, um duro sermão, algumas palmadas, geralmente também perdia o presente de Natal, e/ou dava Adeus a uma viagem de férias. E ficava ainda o sabor amargo da derrota e a perda de um ano de carreira como saldo negativo. Era muita coisa para se perder de uma só vez. Então era melhor estudar.

E o que mudou de lá pra cá? Olha, alguém com cabeça de vento, talvez um burocrata recalcado, complexado, mal aluno, mal intencionado, conseguiu formar uma turma lá nos centros de ordens e foram mudando a cara do ensino. De súbito criaram métodos pelos quais os alunos deveriam passar de ano – descartaram as reprovações – e obrigaram os professores a assinarem a aprovação, mesmo que estes não vissem quaisquer condições disso acontecer. Por outro lado, os pais passaram a desacreditar na escola pública e mandaram os filhos para a escola privada – viram aí que pagando os seus filhos teriam que ser aprovados.

ameaça-educacaoEntão com aprovação garantida, pra que eu vou estudar? Digam-me. Os professores foram encostados contra o quadro-negro e ficaram em preta situação. Tornaram-se reféns dos pais de alunos, que lhes pagam o salário e dos próprios alunos que tomaram as rédeas da situação e pintam e bordam demais e estudam e respeitam de menos. E a partir daí tudo se inverteu no velho e bom sistema de educação nacional.

Os Alunos Tomaram as Rédeas

ameaca-antes-depoisO que se vê hoje é um festival de regras sem sentido. Vamos falar de uma. Criou-se o índice chamado de IDEB – O Índice de Desenvolvimento da Educação Básica, que é um indicador criado pelo governo federal para medir a qualidade do ensino nas escolas públicas. Independente das razões, o que se vê são dados maquiados para se conseguir o índice, e por conseguinte, abocanhar as verbas do Fundeb. Por que digo isso?

Ora, ouvimos relatos nas mídias sociais, em jornais, em revistas, de professores que dizem das dificuldades em sala de aula. Muitos são provocados, muitos são ameaçados, muitos são surrados. Quando um se levanta contra, morre. São corriqueiros os relatos de alunos que enfrentam o professor em sala de aula com palavras de ordem, casos em que alunos se reúnem para fumar maconha no fundo da sala e até casos em que assistem filmes pornográficos na sala, e casos de aluno cantar professora, e até de exposição de órgãos sexuais e masturbação na sala. Mas o que salta mesmo aos olhos são as ameaças de morte.

Pergunta-se: por que os alunos estão agindo assim? como ficaram tão ousados? quem acoberta? de quem é a culpa? Das drogas? dos pais? das drogas dos pais? da escola? dos professores? de quem?

Estamos num momento singular e bastante avançado na educação no país. As pessoas sempre reclamam que o país precisa de mais educação para se desenvolver. Será mesmo? Temos escolas às pampas! existe o piso salarial nacional! cada cidade desse país tem uma frota de ônibus escolares para buscar e levar os alunos na porta de casa! os recursos chegam diretamente nas escolas que tem ar condicionado, computadores, tablets, merenda, fardamento, material didático! acontece planejamento pedagógico trimestralmente… e…

Onde está o erro? no excesso de liberdade? no acesso às drogas na porta e dentro das escolas? na queda do ensino? na enganação dos índices do IDEB? Alguém em Brasília desconfia que o negócio deu errado? Quem é o culpado disso tudo?

Eu me arvoro em dados divulgados em jornais, em relatos, em observações… olha, o problema existe, mas ninguém fala muito com medo de represálias vindas de cima e vindas de baixo. E se ninguém fala, ele vai enraizando, perpetuando-se, envolvendo cada vez mais. Até quando? vamos deixar acontecer igual fizemos com a segurança, que hoje está incontrolável? igual deixamos acontecer com a saúde que atualmente é um caos generalizado? como no planejamento das cidades, inexistente, que transforma belas cidades em urbanizações caóticas?

Senhores pais, cuidem dos vossos filhos, acompanhem, eduquem. Não lhes deixem soltos nas ruas sem cobrar, cobrem! Exijam  metas e resultados dos jovens. Deem liberdade, condicionada. Formem os seus filhos para a dureza da vida – não existe Mundo fácil. Não deixem tudo nas mãos da escola. Ajudem e respeitem os professores.

Infelizmente tem algo de muito grave rolando, formando uma bola de neve cada vez maior, potente, indestrutível, que tem como objetivo detonar o nosso lindo e sofrido país. Ou toma-se conta da casa ou dentro de algumas décadas, estaremos no mais fundo do poço, de onde será impossível sair.

Fato: basta uma maça podre para contaminar todas as outras. É verdade! um aluno que enfrenta e ameaça o professor sem retaliação alguma, sente-se livre para fazer algazarra e patifaria com os colegas, aí começa o bulling. Quem acredita que professores amedrontados e desestimulados consigam ensinar bem? Então, basta um aluno mal caráter para estragar todo o aprendizado de uma turma inteira. Ele atrasa, ele perturba, atrapalha, bagunça, e ninguém consegue aprender. O ambiente se torna péssimo. Os colegas de classe darão mais atenção admirável ou repreendedora ao pestinha do que à matéria, ao estudo.

Despeço-me pessimista, mas certo do dever cumprido… e deixo-vos manchetes de matérias recentes, com material hediondo, pois todos os crimes contra a educação, a meu ver, são assim classificados, dizendo: Fora os mal alunos e os alunos maus.

Resultados da pesquisa

    1. SINDUTE MG, Alunos ameaçam de morte professores em 

      Alunos ameaçam de morte professores em comunidades do Orkut. Professores de escolas públicas e particulares sofrem com agressões feitas via internet.


      1. Olhar Direto ‎- 1 dia atrás
        Os alunos e professores de uma escola estadual localizada na região do CPA foram surpreendidos por dois bandidos armados na manhã …

      Mais notícias sobre alunos ameaçam professores


Geraldo Guilherme – escritor, blogueiro, colecionador de gibis.

Sobre g. g. carsan

comunicador, escritor, fotógrafo e webdesign
Esse post foi publicado em Educacional e marcado , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s