Estupros Continuam Acontecendo e Lei Continua Inoperante

Caros amigos da Serra,

ImagemO ano de 2012 vai ficar lembrado como o tempo em que o número de estupros contra as nossas amadas mulheres brasileiras ultrapassou o número de homicídios. Estupraram mais de 50 mil mulheres em todo o Brasil no ano passado. E mataram certa de 50 mil pessoas no mesmo ano. São 100 mil vidas despedaçadas ou tiradas. É uma vergonha, é um absurdo, é um descaso sem tamanho das autoridades.

Que país é este? Dá pra imaginar que de civilizados, aqui não temos nada. Vivemos na barbárie, na Idade Média. Vivemos o caos social. Vivemos uma vida atribulada, aperreada, distorcida, desfocada, desnorteada, destruída. Meus amigos, ninguém merece isso.

Culpados? temos e muitos. Muitos culpados. Perdeu-se a noção de honestidade, de respeito, de amor. Os casos de estupros acontecem na maioria das vezes contra as crianças, dentro de casa. São primeiro os padrastos que estupram as enteadas sob ameaça de morte. Depois são os tios que comem as sobrinhas também ameaçando-lhes – ou mesmo os primos e vizinhos que encontram um meio de atacá-las. Depois os velhos gagás que enganam as crianças carentes com presentes, ou que agora, compram as meninas às próprias mães – que precisam de dinheiro para se drogar. E por fim os tarados de ofício, aqueles que buscam o sexo forçado, na marra, para saciar os seus desejos sórdidos.

No mês de maio de 2013, durante a Semana de Proteção Contra Abusos  Sexuais às Crianças e Adolescentes, em Dona Inês, PB, foram denunciados 9 casos hediondos, que segundo soubemos, estavam sob investigação policial e do Conselho Tutelar. Pois bem, pelos vistos, nada foi feito, não se avançou em nada. Os acusados não foram presos. Aí a pergunta que não quer calar: Quantos novos casos podem ter ocorrido de lá pra cá? Ora meus amigos, crime que não é combatido, que não há castigo, volta a acontecer. Não tenham dúvidas disso.

Então chamo mais uma vez a atenção para você, mãe de família, que tem uma filha, uma neta, que tome cuidado dobrado. A sua filhinha bonitinha, santinha, engraçadinha, pode estar sendo assediada por um vizinho, por um tio, por um professor, por um comerciante, por um avô safado. E tem caso que as mães sabem dos casos e escondem por medo ou por dinheiro. E tem os pais sem escrúpulos que não pensam na honra da menina, na honra da família, mas em levar vantagem e receber uma grana. Isso é a mesma coisa que vender a filha para um marginal.

ImagemHoje foi publicado um caso no Rio de Janeiro: Uma garota de 15 anos denunciou a própria mãe que lhe vendia para vários homens de idade adulta, desde que tinha 9 aninhos. Ela foi estuprada várias e várias vezes. Os acusados foram presos. São animais com 40, 50, 60, 70 anos. Para eles, isso serve como um rótulo que vai enlamear para sempre as suas existências. Como é possível se sujar e jogar na lama o nome, a família, a conduta, a moral???

Cadê a segurança que a Constituição Brasileira promete aos cidadãos? Cadê? 50 mil casos de estupros num ano aponta que ninguém tem medo da Lei. Significa que podem estuprar a torto e a direito que não vai acontecer nada.

As mulheres bonitas e gostosas precisam se vestir como as mendigas e usar um cinto de castidade. A maioria não se protege e até se exibe, mas é um perigo. Deveriam tomar mais cuidados. Ver uma mulher de um corpo sarado vestindo uma roupa de malha colada e dando forma a busto, quadris e bumbum é uma coisa realmente bonita, mas é um atentado ao pudor dos tarados e muitos não perdoam e vão à caça dessas mulheres. Hoje não é mais o famoso ‘psiu’ ou a ‘buzinada’ de um carro que perturba as mulheres nas ruas, mas o assalto a mão armada e o estupro. Mulher que vacila, dança.

Os tarados perderam o tom. Saíram da linha. Nunca se viu tanto caso de acusação de estupros no Brasil. Cada um mais hediondo do que o outro. Isso nos coloca bem abaixo da linha das feras e dos animais repugnantes. Precisamos mudar esse quadro rapidamente.

O ser humano entrou em rota de colisão com a própria existência. Isso é muito perigoso para a própria espécie.

Geraldo Guilherme, blogueiro, escritor, fotógrafo.

Sobre g. g. carsan

comunicador, escritor, fotógrafo e webdesign
Esse post foi publicado em A Princesa do Curimataú, Coisa Ruim, Justiça, Sociedade, Tragédias da Serra e marcado , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Estupros Continuam Acontecendo e Lei Continua Inoperante

  1. Milton Junior disse:

    O maior problemas eh que nao ha pena maiores para os monstros!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s