V Festival de Cultura para Aniversariar com Cidadania

Caros amigos da Serra,

Parabéns Dona Inês!!!

Parabéns Dona Inês!!!

Ao ultrapassar a marca de 300 postagens nesse blog que sempre visou a melhor informação, a melhor análise e a maior interação entre os habitantes dessa Terra maravilhosa, nada melhor do que ser junto com um momento tão especial para todo o povo donainesense, comungando com o orgulho e o prazer de fazer parte de sua história.

O motivo é o aniversário de 54 anos de Emancipação Política do município de Dona Inês, fato que por si só merece ser lembrado e comemorado. Acontecer uma comemoração embasada num festival de cultura popular é o diferencial que engrandece tanto o evento quanto aqueles que dirigem o município, pelo discernimento e sensibilidade de alavancar os valores da terra, e ainda de habilidade capaz de englobar toda a população nesse pensamento positivo, altaneiro e valoroso que deixa marcas indeléveis e inquebrantáveis.

Fazer um festival de cultura custa dinheiro do erário e suor dos servidores. A administração poderia simplesmente não fazer nada ou fazer apenas uma ação. Mas o Prefeito Antonio Justino, desde que chegou em 2009, vem fazendo mais em cima de mais. O V Festival de Cultura Popular será grande em todos os aspectos, englobando o Torneio Início do Campeonato de Futebol, a VIII Noite Cultural do Lucena e Inauguração de uma creche modelo. Semear um futuro melhor é agir em todas as frentes, incansavelmente.

Cartaz da Festival de Cultura 2013

Cartaz da Festival de Cultura 2013

Durante os dias 15, 16 e 17 de novembro de 2013, os filhos de Dona Inês, no Estado da Paraíba, terão muitos motivos de se orgulharem e tempo de relembrarem e de refletirem os caminhos que já foram trilhados. Tempo de analisarem como os tempos mudaram tanto em tão pouco tempo. Perceberão que hoje os cidadãos tem uma assistência quase 100% da administração municipal, atendidos e acompanhados em todos os níveis. Nunca o cidadão de uma cidade pequena foi tão bem valorizado.

Eu falo de Agentes de Saúde nas residências da Zona Rural, eu quero lembrar de Postos de Saúde nos sítios, quero recordar de iluminação pública em toda parte, quero que se lembrem que as estradas estão melhores, que todo tem barreiros no quintal e cisternas na biqueira. Lembrar da Várzea Grande com água e Cozinha com calçamento. Pensar que vi uma grande escola na Cozinha, outra na Lagoa do Braz. Que outra cidade do tamanho e porte de Dona Inês tem um hospital? E lembro a todos que a Prefeitura mais parece um consultório e o Prefeito um médico, que atende um a um. Onde tem isso?

“Só em Dona Inês nós temos…”, dizia uma música cantada na Igreja antigamente e talvez ainda hoje. E é uma cidade com grandes possibilidades de crescimento. Antevejo a chegada de um Museu que guardará toda a nossa história para que não se perca com o passar do tempo. Vislumbro a Capela da Cruz da Menina passando por uma ampla reforma e ampliação para receber os romeiros e ganhar importância – sem perder a sua originalidade. Sonho com um parque temático com passeio, pista de corrida, lago com peixes e um bosque com frutíferas, flores e bambuzal, cactus e pau-brasil, onde possamos passar uma tarde agradável e fazer um piqui nique com amigos e familiares.

Nos próximos anos, Dona Inês terá uma luta enorme para resolver seus problemas hídricos, ou tentar amenizá-los, e sempre lembramos a necessidade de construção de grandes açudes em locais estratégicos – que não são muitos, para sustentar a vida na época das secas prolongadas e mesmo nos verões normais. Mas também aprender a economizar água a todo tempo e a armazenar cada vez mais – e agora estão chegando as cisternas móveis.

Cultura na Escola

Cultura na Escola

Por fim dizer que não poderia ser em melhor momento do que este para ser reconhecido e homenageado com um Título de Cidadão Donainesense, o que muito me honra e enobrece por me tornar parelho com todos que habitam nessa Terra que me viu crescer e atualmente contribuir para o seu desenvolvimento labutando na área da comunicação, levando um pouco de experiência e de conhecimento aonde é necessário. Por isso agradecer a ex-Vereadora Leda, que foi quem fez a propositura, aprovada à época, e confirmar e reafirmar os meus conceitos de irmandade, de carinho e de amizade com o lugar e com o seu povo, que considero o meu povo e adiantar que será a terra que terá os meus restos mortais para sempre. Dedico esse título ao meu Pai e a minha Mãe, que também dedicaram toda sua vida a Dona Inês e a família.

Avante Dona Inês e parabéns pelo Festival e pelo seu Aniversário.

Geraldo Guilherme, especial para a Voz da Serra.

Sobre g. g. carsan

comunicador, escritor, fotógrafo e webdesign
Esse post foi publicado em Cultura na Veia, Municipalidade e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s