Dona Inês Vira Rota de Turismo

Caros amigos da Serra,

Onde é? pra que lado? perto de onde?

Até pouco tempo atrás, era possível que alguém de fora ficasse perturbado quando ouvisse falar em Dona Inês e fizesse as perguntas acima. Mas nos últimos 3 anos, as coisas vem mudando paulatinamente, abrindo e trazendo uma nova visão das oportunidades que podem ser desenvolvidas no município. Podemos dizer que Dona Inês entrou no mapa.

A gente reclama que poderia estar melhor, mas basta lembrar que somos um município pobre de grana, num Estado também em dificuldades, num país em desenvolvimento, para entender que as coisas chegam devagar. E isso é bom desde que seja perene. Portanto, é possível verificar que estamos no caminho certo, mesmo com as dificuldades. É pela base que se começa a construir uma casa, é por baixo que se começa uma subida.

Com a elevação de suas belezas naturais à condição de potencial turístico, foi possível dar um salto no futuro, com boas condições de atrair turistas e faturar uma grana que nunca aportaria na Serra. Já temos turistas visitando, já temos eventos, já temos a caminhada ecológica. Espero um futuro melhor para nossa gente. Dona Inês está na internet. É possível ver as suas belezas lá de longe e se perguntar: Isso existe mesmo? e suspirar: Que maravilha!

Eis o relato do Secretário de Cultura, Turismo e Meio-Ambiente, Mariano Ferreira, sobre a visita de turistas riogrande-nortistas, no último fim-de-semana:

Secretário Mariano recepcionando os turistas de Natal - RN

“Dona Inês é a bola da vez, com suas belezas naturais começa a atrair visitantes para conhecer de perto seus encantos , fazer trilhas e degustar a culinária local.
Neste final de semana recepcionamos na Pousada Tanques, ao lado do açude grande um grupo de turistas da Cidade de Natal, que adorou a receptividade e naturalidade dos  moradores locais, almoçou no Bar do Peixe as margens do Açude Grande, no turno da tarde fez caminhada até a Cachoeira do Letreiro, mas, resolveu tomar banho na Cachoeira do Barrocão, após o banho foi até as Marmitas do Lajedo Preto, retornando à Pousada já ao escurecer onde jantou as margens do açude e após o jantar houve um forró pé de serra com  o Trio Paraibano, um arraial literalmente na roça.
No dia seguinte, o grupo foi conhecer  a Comunidade Quilombola Cruz da Menina e tomar banho na Pesqueira que fica no Rio Curimataú a 06 km da cidade, de lá foi até a Mata do Seró onde almoçou e foi recepcionado por um Trio pé de serra e a Banda de Pífano Pimenta Malagueta formada por adolescentes da localidade.
O grupo gostou muito do que viu e sentiu, e prometeu voltar ainda este ano para conhecer novos locais, tomar banho na Cachoeira do Seró…”

É por estas e outras que devemos acreditar em nosso potencial turístico e desenvolve-lo mais e mais. É preciso estruturar cada vez mais, é preciso divulgar mais, é preciso fazer parcerias com empresas de turismo para trazer o turista.

Abraço a todos, torcendo pelo sucesso da nossa gente, da nossa Serra.

Geraldo Guilherme, fotógrafo, blogueiro, escritor, comunicador.

Anúncios

Sobre g. g. carsan

comunicador, escritor, fotógrafo e webdesign
Esse post foi publicado em Turismo na Serra e marcado , , . Guardar link permanente.

2 respostas para Dona Inês Vira Rota de Turismo

  1. Estimado Guilherme

    Esta tudo muito certo, e de salientar, divulgar e dar os paraabens ao esforço do Mariano.

    Mas não custaria nada a Prefeitura, por exemplo; a colocação de uma singela placa em Bilinguim anunciando que Dona Inês só fica a 12 km, e tem por lá locais de turismo a visitar, etc…

    Quem por ali passa, ve que realmente Dona Inês fica a 12 km, mas alguns até pensam que se trata da casa de alguma simpatica senhora kkkkkkkkkk

    Coisas tão faceis de realizar, mas que parece escapam aos responsáveis pelos diversos setores.

    Abração

  2. g.g.carsan disse:

    Primeiro foi o entendimento de que há potencial turístico.
    Segundo que se necessita de investimentos.
    Terceiro que já existem empresários abrindo negócios. Ex: pousadas, choperias, etc.
    Quarto precisa-se de apoio governamental e já se iniciou esta fase.
    Vamos acreditar. Mas não basta, É preciso fazer. Em muitos casos é possível acelerar os tempos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s